A revisão preventiva das velas de ignição de uma moto é uma maneira simples, barata e eficaz de manter o motor em condições normais de uso e economizar combustível. O funcionamento das velas de ignição de uma moto deve ser verificado a cada 3 mil quilômetros. É recomendado consultar o manual do fabricante com as orientações específicas para o modelo da sua moto. É importante ressaltar que a durabilidade das velas e cabos de ignição está diretamente relacionada às condições de uso da moto, assim como a procedência do combustível utilizado.

Velas de ignição com a vida útil ultrapassada podem gerar uma série de problemas ao veículo, como queda de rendimento, dificuldades na partida, falhas no motor, aumento do consumo de combustível e emissão irregular de poluentes, além de reduzir a vida útil de outros componentes como cabos, bobinas, transformador, distribuidor e até o catalisador. Diante destes problemas, caso o mecânico detecte o fim da vida útil das velas e cabos de ignição, os mesmos devem ser substituídos. A troca destas peças é rápida e fácil, mas é importante realizar isso com um mecânico de confiança, pois a instalação incorreta pode danificar o motor e comprometer o funcionamento da motocicleta.

A utilização de peças inadequadas também pode comprometer o funcionamento do motor, além de danificar o sistema de ignição. Para mais informações, a NGK disponibiliza um Serviço de Atendimento ao Cliente através do número 0800 197 112.

Assessoria de Imprensa NGK