23 de jan de 2009

Problemas no nível da bóia


Pessoal,



Semana essa semana viajei com amigos para Volta Redonda, pegando a BR-101 em direção a São Paulo. Muito bonita a estrada. BR-101 Sul sem nenhum buraco! e além disso pedágio barato!

Inicialmente a moto não tinha nenhum problema detectado. Bem, quando pegamos a BR começaram os problemas. Eu tinha dificuldade de acelerar acima de 7.000 rpm ou acima de 80km/h. Isso ocorria sempre que eu aumentava o giro. O pessoal que acompanha o blog sabe que andei com problemas na parte elétrica da moto, principalmente por causa de conexões sujas entre outras cositas mais.


O que piorou foi que eu estava viajando com 3 carros que óbviamente estavam numa velocidade maior do que a minha. Com isso eu "colava o punho" para que conseguisse chegar junto deles. O engraçado é que mesmo com os engasgos, depois de um tempo acelerando constantemente a um giro fixo, os engasgos diminuiam ou paravam. Em uma parada que fizemos verifiquei a vela e o filtro de ar, pois parecia que havia algum problema com a mistura. Quando dos engasgos, o cano de descarga fazia barulhos muito estranhos, como se estivesse expelindo ar além da conta. Limpei a vela e retirei o filtro de ar mas os problemas persistiram até chegarmos. Felizmente consegui chegar sem que a moto parasse.

Bem, quando cheguei à casa, imediatamente comecei a verificar os problemas que poderiam estar acontecendo. Recoloquei o filtro de ar, verifiquei a distância dos dispositivos da vela, verifiquei a amperagem da bateria entre outras coisas. Peguei o manual de serviço da intruder que tenho em pdf em meu pc (e que está disponível no blog para download) e começei a fazer as verificações das voltagens e amperagens das partes da moto.


Tinha alguns palpites:
- Poderia ser problemas na combustão (vela ruim, cachimbo da vela ruim, bobina ruim, nível da boia insuficiente entre outras coisitas)
- Poderia ser problema elétrico (regulador, falta de bateria, fio quebrado, estator)
Bem, comecei a investigar -
Todas as medidas que tirei das pelas eram compatíveis com a do manual de serviço - Não havia nenhuma anormalidade nos valores que encontrei na moto;


Bem, voltei com a moto do mesmo jeito, acreditando que teria que abrir o carburador e ver algumas coisas que poderiam causar isso.


Pensei que pudesse estar com gasolina ruim ou com insuficiência de gasolina no carburador. Fiquei com isso na cabeça no domingo....
Ao voltar, retornei mais cedo e sozinho, pois temia a chuva que sempre cai no final da tarde no Rio de Janeiro, devido principalmente ao calor enorme que estava fazendo. De início ela veio engasgada, mas eu evitava chegar a rotação do engasgo. Tentei manter uns 75km/h e só chegava a 80 quando queria fazer uma ultrapassagem. E foi essa a solução!


O que eu acho que aconteceu foi que o carburador está com o nível de gasolina da bóia insuficiente, pois a razão entre a entrada de gasolina na cuba e a minha aceleração não era suficiente para abastecer o sistema de combustão. Como eu vim a uma velocidade mediana, vim "enchendo" essa diferença da cuba, até que a relação ficou equivalente, normalizando o fornecimento de comburente ao motor.


Depois de um tempo, quando ia fazer ultrapassagens poderia facilmente chegar aos impecáveis 100km/h sem nenhuma engasgada nem reclamação do motor.


Essa semana verificarei o nível da bóia e a quantidade de gasolina que existe na cuba. Utilizarei parte do macete do tubo para verificar isso.

Posteriormente postarei os resultados!

Abraços!

2 comentários:

robson-caldas disse...

olá a todos,a minha intruder na estrada parece que não desenvolve normal,ela fica como se tivesse querendo ir mais e ao mesmo tempo não vai,é meio deficil de explicar,tipo assim com o acelerador até o talo na reta é como se tivesse aliviando o acelerador e acelerando logo em seguida,o que pode ser?peço tb dicas de como se regula as valvulas da intruder,ah a minha é uma 125 ano 2007,obrigado.robson-caldas@uol.com.br

Danrlley Nascimento disse...

Olá galera !
Estou com um problema parecido, tenho uma suzuki yes e ela está engasgando quando chega aos 4mil rpm acredito que seja algum problema no filtro de ar, recentemente fiquei na rua por que a moto sempre que acelerava morria, por sorte tinha uma fita na mochila e resolvi tampar um pouco a boca do filtro de ar ajudou mas claro não resolver o problema o que faço !