5 de dez de 2008

[TUTORIAL] Macete do Calço


ah, não!, mais um macete?? eu não aguento mais issooo!!!, assim não dá! )

Depois do macete do tubo, apresento-lhes o MACETE DO CALÇO de pistonete...  e esse é bom.
 

Logo de cara, informo que bem provavelmente os donos de Suzuki Intruder 250, e de Honda twister 250 poderão se beneficiar desta técnica, já que alguns sintomas são comuns (notadamente consumo elevado sem justificativa plausível).

Este é o carburador Mikuni BS26, que equipava as Intruder 125. Atualmente é usado na Burgman 125, com diferenças e outras funcionalidades.

A seta mostra o espaço disponível para a passagem do ar que o motor vai aspirar, antes de o pistonete (o cilindro preto) começar a se levantar, acionado por vácuo.




 A situação que ocorre na maioria das Intruder vácuo, falhas em baixa, trancos após aceleração forte e motor morrendo, marcha-lenta irregular e demora na resposta do motor ao sair num semáforo, e por último um consumo besta de elevado, principalmente na cidade, é causada pela posição em que esse pistonete fica inicialmente. 

Quando se começa a abrir o acelerador, ao chegar antes de 1/4 dessa abertura o volume de ar que o motor já está puxando encontra a restrição que o pistonete cria estando baixo. Com isso, o ar se acelera bastante e cria uma depressão acentuada na base do pistonete, onde está o giclê de vácuo dele e que fica em comunicação com o diafragma na parte de cima. Devido a isso, o pistonete é lançado para cima muito rápido, mas a seguir ele tenta voltar para baixo (a mola o empurra de volta, e ao mesmo tempo o ar, que passa em pulsos, a cada ciclo do motor, também varia aquela depressão)... nessa subida, a agulha do pistonete, que está mergulhada na gasolina dentro do pulverizador, traz parte dessa gasolina para fora, que é levada pelo ar que estiver passando por alí (a agulha é a peça prateada embaixo do pistonete... e a outra, bronze nesse carburador, embaixo da agulha, é o pulverizador). Por causa da característica pulsante do fluxo de ar, na prática o que se pode observar (dá para ver isso acontecento, sem o filtro e a caixa) é o pistonete "trepidando", e bastante no começo de uma aceleração.

Aqui, menciono que era essa gasolina que eu observava anteriormente, acumulada na borboleta de aceleração do carburador, e que julgava ser devido a algo como um "sôpro" no giclê de ar do circuito da alta... só após experimentar o filtro esportivo e a retirada do tubo condutor original é que conseguí finalmente ver o que era... 

Ao se colocar um calço na base superior do pistonete, ele deixará um pequeno espaço a mais para a passagem do ar aspirado pelo motor. Com isso, o pistonete não será acionado até que o volume de ar seja maior realmente do que o admitido com 1/4 de abertura do acelerador. Essa abertura, 1/4,  é aproximadamente até onde o circuito da baixa do carburador tem que funcionar. Como o pistonete, que é do circuito da alta, estava entrando em funcionamento antecipadamente, ele simplesmente estava "atropelando" o circuito da baixa... porisso as tão conhecidas falhas, e consumo elevado principalmente onde se tenta usar esse circuito da baixa... 

Bom, o que eu fiz: 

carburador fora, tampa do diafragma retirada, e um dos calços que usei até determinar a altura certa dessa correção


 
Aqui, onde é colocado esse calço


 
e a montagem final...



A altura do pistonete do meu carburador, sem o calço. Observem a distância do pistonete até a usinagem no carburador...


 
e depois de colocado um dos calços que fiz...


 
Parece pouca coisa, e é difícil crer, novamente, que algo assim mudaria alguma coisa, não é? Mas muda... e bastante!

Acelerações lineares, desacelerações absolutamente normais, pode-se acelerar entre as marchas nas reduções, sem necessidade de segurar o acelerador quando chega a um semáforo... resposta imediata do motor em todas as trocas de marcha em arrancadas fortes... resposta imediata do motor nas saídas de semáforos, cruzamentos, esquinas... ufa. Que fôlego esse troço tem, gente!

Consumo?

ixi... péraí que eu ainda não reabastecí... 

Melhorou muito em relação ao que era... como só agora cheguei ao calço certo para o carburador, dentro de poucos dias é que terei uma medição de consumo dita "oficial".  Mas para que tenham idéia, quinta-feira passada fomos, eu esposa e mochila, ao Super Contra, com uma galera Super a Favor , e depois seguimos para Paranapiquequaseacaba... consumo desse passeio, ainda experimentando calços, 34,40 km/l.

Sexta-feira voltamos ao quiosque, outro calço, e mandando a moto nos 90km/h na ida todo o trecho, com a tradicional brisa soprando contra. Na volta, paramos para encontrar o Elio (ele experimentou a Preta Garbo)... subida pela Anchieta, usando diversas vezes a 3ª marcha, mas predominando a 4ª... consumo de 31,66 km/l... bom, em função do desempenho que ela teve.

Delícia, gente... parabéns aos que têm a Intruder nessa configuração

Fonte: João Duarte

12 comentários:

Enio disse...

Boa noite.
Tenho uma Intruder 250 e estava com problema cronico na passagem de baixa para média rotação. Ví seu "macete do calço" ,fiz na minha moto e o resultado foi EXELENTE. As acelerações ficaram uniformes, sem os trancos e faltas.
Muito grato e parabens pelo turorial.
Enio.
ba21@gmail.com

Anônimo disse...

ola amigo tbm coloquei o calço so que usei um anel de silicone que é mais flexivel ainda to no primeiro calço e ja melhorou bastante, obrigado por sua brilkhante ideia
marcelino - vitoria -es

Anônimo disse...

Bom dia,ilustres irmãos intrudeiros.fiquei muito curioso,minha moto anda bem,só que gasta um pouco demais,gostaria de saber que espessura é esse anel e que outros materiais podem ser usados.Grato pela resposta e fiquem na paz.

Anônimo disse...

pessoal, tem que lembrar que subindo o pistonete a agulha tbm sobe entao tem abaixar a agulha, senao da excesso gasolina na mistura!!abraço marcelino!!vitoria-es

Anônimo disse...

ah pode ser qq material plastico!!

claudiouberlandia disse...

como ficou o consumo JD?

Anônimo disse...

Amigo, gostei da sua sugestão, gostaria de saber a espessura do calço e se é necessário depois baixar a agulha. Desta forma a espessura do calça seria entao exatamente proporcional à graduação da agulha? Grato.

machadoelvis disse...

primeiramente parabens pelo excelente trabalho por voce realizado, nao tenho uma intruder mas tenho uma yes, ja levei em dois mecanicos e nao consegui o resultado pretendido, meu problema é com o barulho de vauvulas batendo nao consegui regular, se tiver um macete para essa regulagem ficaria muito grato, aguardo resposta, obrigado.

machadoelvis disse...

primeiramente parabens pelo excelente trabalho por voce realizado, nao tenho uma intruder mas tenho uma yes, ja levei em dois mecanicos e nao consegui o resultado pretendido, meu problema é com o barulho de vauvulas batendo nao consegui regular, se tiver um macete para essa regulagem ficaria muito grato, aguardo resposta, obrigado.

machadoelvis disse...

primeiramente parabens pelo excelente trabalho por voce realizado, nao tenho uma intruder mas tenho uma yes, ja levei em dois mecanicos e nao consegui o resultado pretendido, meu problema é com o barulho de vauvulas batendo nao consegui regular, se tiver um macete para essa regulagem ficaria muito grato, aguardo resposta, obrigado.

Velhos Amigos disse...

Boa noite: Tenho sofrido muito com a minha Intruder 125. Estou com um carburadoe de yes, mas não responde como deveria. Vou executar este macete e depois posto o resultado aqui, ok?
Fte abraço e parabés pela descobetra.

Rafael .'.

Elildo disse...

Tenho uma burgman 125 e depois que o mecanico fez o funcionamento ela não passa de 80 e estpa falahndo muito, como se fosse mistura pobre. preciso de ajuda e onde levar, resido em brasilia, df.