17 de jan de 2009

Intruder 125 na estrada

Pessoal,

Hoje vamos falar um pouquinho sobre as condições para que possamos ter uma viajem tranquila (que não tem mais trema!) no "lombo" de nossas Intruder 125.


Em muitos blogs eu vejo o pessoal querendo saber informações de como ela se comporta na estrada, se é possível viajar com ela sem problemas e muitas outras indagações. Queria dar a minha opinião sobre isso tudo! Posso?!
Vamos lá:
Quesito 01 - Cilindrada:
A Intruder é uma moto com características urbanas. ela tem baixa cilindrada, o que no trânsio quase caótico do Rio de Janeiro e na maioria das cidades do Brasil não haveria muita dificuldade de transitar. Quando viajamos, automaticamente estamos sujeitos a carregar mais peso, seja ele por causa de uma mala ou mesmo por causa de uma garupa que nos acompanhe. Isso diminui a velocidade final em alguns momentos (subidas) e tende a ter maior resistência do ar devido à maior superfície de contato.
Quesito 02 - Tamanho:
Além disso ela é a menor moto em sua categoria das 125 custom. Isso dá mais agilidade nas ultrapassagens mas ao mesmo tempo fica um pouco desconfortável depois de um tempo sentado. As pernas ficam muito flexionadas para os maiores, causando desconforto depois de um tempo. Outro aspecto que podemos relacionar nesse quesito é a proximidade do guidon com as pernas. Em pilotos muito grandes como eu ela fica um pouco mais evidente, pois dá uma sensação que estamos em posição de batalha do "dragão branco".
Quesito 03 - Customizações:
Quem já ouviu falar no comando avançado da Dalavas? e no banco da Erê? sem dizer o bagageiro da Givi e o farol auxiliar e Sisy Bar da Roncar. É meu caro motociclista... é isso que você vai ter que pensar em comprar... Aguentar a estrada sem alguns desses acessórios é dose - dose de aguentar!
Vou descrever as funcionalidades de cada um dos acessórios:
O comando avançado da Dalavas é essencial para aqueles que como eu é um pouco pequeno para essa moto. Na verdade não somos pequenos - ela é que é pequena demais para uma custom de respeito! - O comando avançado dá mais estabilidade na estrada e deixa o piloto dar aquela esticada nos pés durante o percurso! Ufa! não sei como é andar de moto sem ele! Toda vez que vou à algum encontro de moto e sento em motos de amigos para dar uma confirida nas regulagens fico perdido de onde colocar o pé! Mas nada de tirar o descanso antigo! Quando a viagem é longa o ideal é revezar entre as pedaleiras do comando e os descansos antigos. O valor dele está por volta de 500 pratas e ele é produzido em São Paulo.
O banco da Erê foi a minha última aquisição! Ele é um verdadeiro sofá! O banco original da Intruder é um vexame! Muito duro e sem conforto nenhum! Haja Busanfa! O valor dele aqui no Rio gira em torno de 450 reais e é produzido aqui no Rio, mas precisamente em Benfica.
O Bagageiro é um item muito importante em viagens. Ele é o responsável pelo armazenamento das malas. Não dá pra viajar sem ele pois levar as coisas na mochila depois de um tempo é insuportável.
Os faróis auxiliares são de suma importância para quem costuma viajar a noite. O farol de fábrica da Intruder é muito ruim, muito mesmo. Ilumina somente um palmo a frente da moto e é perigoso de viajar desse jeito a noite. O jeito é apelar para um farol mais descente! Tome cuidado na hora de instalar para não danificar a parte elétrica da moto, pois esses farois, na maioria das vezes possuem uma potência acima da permitida para moto (55W). Esse farol está por volta de 300 reais e é fabricado em Sampa.


O Sisy Bar é um item bom para o carona. Ele dá mais conforto para aqueles que ficam a maior parte do tempo apreciando a paisagem que está passando. Sem o Sisy o carona fica mais tenso, pois fica com mais medo de tombar para trás. Além disso tem o fator segurança. Ninguém quer ficar perdendo carona por ai! Ele está por volta de 150 reais aqui no rio e é produzido em Sampa.
Bom, com tudo isso fica a pergunta: Dá pra viajar de Intruder? A minha resposta é... Sim! mas com algumas ressalvas. Pelo fato da Intruder ser uma moto que possui velocidade máxima beirando os 110km/h com giro muito alto (7000 a 8000) temos que tomar cuidado para não sermos engolidos nas grandes rodovias.
Quando estamos numa rodovia com pista dupla temos mais tranquilidade em trafegar pois, se necessário, podemos utilizar a pista da esquerda. Em rodovias de pista única existem mais perigos, pois as ultrapassagens ficam mais perigosas e os carros mais loucos para ultrapassar, pois sempre estão muito apressados, não se preocupando com a paisagem ou com o passeio em si. Em qualquer uma das pistas deve-se dar passagem quando solicitado. Ande sempre no meio da faixa de rolamento, nunca nos cantos. Isso evita ultrapassagens perigosas e você fica com o domínio de uma faixa inteira para poder fugir de adversidades na pista (buracos, animais e outras assombrassões) Em pistas duplas, ao avistar no retrovisor uma possível ultrapassagem, deixe sempre a pista da esquerda livre para quem quiser ultrapassar, seja uma outra moto ou outro carro. Evite ultrapassar motos pela "pista do meio". Utilize uma faixa de rolamento inteira. Em vias de pista única, observa as faixas de ultrapassagem no chão para que nesses momentos fique alerta numa possível ultrapassagem de seu companheiro de trás. Ao ver o processo de ultrapassagem reduza a velocidade para que ele possa se colocar novamente na sua faixa de origem.
Fazendo todos esses conselhos com prudência teremos uma viagem tranquila.
Boas estradas!

39 comentários:

Anônimo disse...

olha colega assino em baixo seu comentario,antes de viajar com uma 125 ponham na cabeça que e uma 125 e andem dentro de suas limitações,tenho viajado com a minha sem problemas curtindo o que ela pode me dar e estou muito satisfeito em pequenas viagens em torno dos 300 kms.e viva minha ching ling. um grande abraço do space gost

Anônimo disse...

è o que veremos..acabei de comprar minha Intruder 125, está só com 3000km rodados, farei uma viagem de 450km, vamos ver o que ela é capaz rsrs.

elcio disse...

pode ir tranquilo fiz 660 km em um so dia de itatiba sp.
pegando a fernão dias atravessando sul de minas ate pegar a dutra e voltando pela d pedro viagem tranquila so não espere andar junto com motos maiores fui sossinho e ja estou planejando uma para maio sera até natal rn e de trudinha ela guenta .....!

Eduardo disse...

EDUARDO GOMES
Caros amigos Intrudeiros, muito boa tarde. Possuo uma Intruder 125cc e viajo todos os finais de semana para o RJ, retornando para Pouso Alegre - MG, no Domingo a tarde. O fato é: Ela é uma excelente moto, claro que não podemos comparar com uma Harley Devidson, seria uma FARSA. Dentro do aspecto economia, capacidade de andar, velocidade e resistência, nao perde em nada, pois em uma 125 você conseguir atingir 100 km por hr em uma rodovia é muito bom... Temos sim que tomarmos cuidado e ficarmos atento a tudo que acontece na estrada, pois só assim estaremos seguros nas mesmas...
Viva as intruder , viva os intrudeiros. Me Chamo Eduardo Gomes , Sou militar e percorro 800km numa intruder todo final de semana.
Um pedido: Que retomem a fabricaçã das 250cc.

R. L. Fiorotto disse...

Excelente artigo. Hoje 15/03/10 fiz minha primeira viagem sgnificativa (Cristais-Passos/MG 270km) com minha Intruder 125cc. A viagem foi maravilhosa, pois a paisagem de Minas é demais. Contudo, pretendo colocar esses ítens para melhorar meu conforto, com sou grande e a Trudi é pequena às vezes fico desconfortável. Valeu pelas dicas!!! ricardofiorotto.blogspot.com

Lucas disse...

Mas, meu caro, você diz rotação para a velocidade de 110km/h é de 7000 a 8000, porém, na foto, mostra a mesma rotação a 90km/h. É otimismo ou a foto é de uma subida? Pergunto isso pois a minha até pode chegar a 115km/h, mas na descida e com rotação em torno dos 9000 (considerando que eu peso 90Kg, né). Grande abraço!

Anônimo disse...

Sou Intrudeiro, pessoal, fiz umas modificações em minha intruder, hoje, velocidade veraneio, mesmo subida de 110km/h e final em descidas, 150km;h ACREDITEM.Não tem porque eu mentir. Na estrada passo todas as 150cc, 125??? nem dá graça. E sempre acompanho no plano e descida qualquer 250cc. O custo das mudanças + - R$250reais, em meu endereço, Descalvado SP no seu endereço, até 200km cobro R$300,00. posso fazer isso em sua casa mesmo. Levo o dia inteiro, levo meu ferramental.
Outro detalhe, quando estou a 110km estou a 7.000giros .Meu cel 19 9639 4532 - msn: cezarbr@hotmail.com

Anônimo disse...

bOA NOITE SENHORES, MORO EM ILHÉUS/BA E TENHO UMA TRUDYNHA 125. RECENTEMENTE FIZ UMA VIAGEM DE 1900KM SAINDO DA MINHA CIDADE PASSANDO POR SALVADOR, VITORIA DA CONQUISTA, PORTO SEGURO ENTRE OUTRAS, FOI MINA PRIMEIRA VIAGEM COM A MOTO E FIQUEI MUITO SATISFEITO, ELA DESENVOLVE MUITO BEM NA ESTRADA MESMO EM RODOVIAS BEM MOVIMENTADAS COMO AS BRS 101 E 116 COM VELOCIDADE MÉDIA DE 100KM/H. BOM, SE ALGÚEM GOSTA DE PEGAR ESTRADA E NÃO PODE COMPRAR UMA MOTO DE MÉDIA OU GRANDE CILINDRADA PODE COMPRAR SEM MEDO UMA INTRUDER 125 QUE NÃO VAI SE ARREPENDER, ESTOU PROGRAMANDO UMA OUTRA VIAGEM PARA O PRÓXIMO MÊS PARA ARACAJÚ (800KM) E PARA O FIM DO ANO PARA SAMPA (1800 KM) E MINHA TRUDY (MARY JANE)VAI ME LEVAR É CLARO. GRANDE ABRAÇO.

Ivan disse...

Tenho uma intruder,125 2008, com 5.500 Km rodados e vários acessórios como: Banco tipo sela, sisy bar, parabrisa, farois de milha, descanço para as pernas, alforges laterais e trazeiro, capa de tanque com bolso, retrovisor lado direito com ampliador de imagem, entre outros. Estou querendo sair para a estrada pela primeira vez, percurso Medianeira/PR ate Campo Grande/MS. O que vc me aconselha levar de sobresalente para não ficar na estrada, e se precisa de um bom preparo físico, se bem que não estou com presa e irei parando ao longo do percurso, com total de 700 Km +-.
Abraços Ivan.

Anônimo disse...

Como faço para postar a imagem da minha intruder,125?

Edivas disse...

Legal o post, tenho uma intruder 125 (lagartixa), ainda ñ viajei com ela mas planejo sim futuramente, gostei das suas dicas e digo mais: melhor que a intruder, só outra intruder.
abraços.

Anônimo disse...

Estou vendendo um banco ERÉ para Intruder 125, comprei em Fevereiro desse ano,(novinho)
com. 019 3872-9515
res. 019 3827-2998
cel. 011 7279-0181
Odair

José Geraldo disse...

tenho uma intruder equipadinha éla é 125 cc sempre vou pra maracai sp e nunca tive poblemas na estrada graças a deus éla só não passa dos 110 km ph.desde que comprei até hoje viajo sózinho ou com garupa nunca tive dor de cabeça só alegrias parabens aos intrudeiros

Enoch-KIM disse...

Bom , já tenho minha Aventura e uma Rota !!! Ir para a América Central , Nicaragua em meados de Março de 2011 !!! Com uma Intruder 125- 2010 !!! E vou que vou !!! 30 dias pra ir, 30 pra ficar e 30 pra voltar !!! Total 22.00 KM !!! Asta la vista a la tierra de los Hombres Libres !!! Enoch - KIM -Tupã - SP .

Anônimo disse...

Senhorespossuidores de intruder,aqui mando umas dicas para a sua andar mais.

1.troque o carburador mikuno por qualque similar da fan 125,voce vai achar que tem outra moto,nos sinais vai sair na frente de ybr,fan,150 e tudo,fica uma bala e o mikuno jogue no lixo porque ninguem quer.

2.freio,andando mais prcisa de mais freio,tire o disco dianteiro e manda um torneiro furar nela uns 15 buracos de brocas 3.8 fica excelente para na hora,fica uma topada.

3 troque a coroa gigante que ela tem 43 dentes,pela a da max da sundow de 39 dentes.

4 corte em cada lado 2 dedos do guidao,isso vai dar mais agilidade no transito.

5 troque as molas das bengalas por as da kasinsk antigas,isso baixa mais a frete e as duas suspensoes funcionam melhor.
Bem,estou mudando a minha de 125 para 190 cilindradas,a parte de força e a mesma da stx quer que vai aguentar,o pistao vai ser um RIK 190,a camisa vou mandar fazer com revestimento de cromo niquel,e o mais importante vou colocar rolamentos no comando dos tuches.
essa minha moto quando dou coro nas 125 ficam olhando para ela no sinal quando para e quando estiver toda pronta vaai dar uns 135 km,sim vou mandar fazer uma roupa de aço para quando eu cai.....rsrsrsr

Anônimo disse...

intruder intrudeiros,todos tem o rabo quente e dormente depois de andar uns 70km nela,o banco e outros itens sao uma mmmmmdda melhor pedir que roubar.rsrsrsrs

Anônimo disse...

Olá pessoal,comprei uma intruder em 17/12/2010,está com 550km rodados,amaciando com média de 60km/h e fazendo exatos 44.7km/litros,simplesmente maravilha de moto.Uma dica:
moto 1255cc = C/V,onde C=cultura e V=velocidade.Quem quer andar mais aconselho uma 250cc em diante,pois 125cc é passeio.
Feliz 2011 a todos e suas motos.

Clever disse...

Olá, gostaria de esclarecer junto ao Anônimo que postou em 05/12/2010 umas dicas para envenenar a Intruder, uma dúvida que fiquei na dica nº 5- troque as molas das bengalas pelas das kasinski antigas.Pois é poderia me dizer qual modelo de kasinski a GF 125, a MAGIK 125, a MIDAS 110,...?
Desde já agradeço, pela possível resposta e pelas demais dicas que são ótimas.
CLEBER

Dante disse...

Primeiramente parabenizo o blog e o tópico. comprei minha intrudy a pouco menos de 1 ano e já me considero um intrudeiro. gostei de alguns comentários que só eu pensei q sofresse, como o desconforto do banco e o peq espaço entre o banco e os pedais deixando as pernas muito encolhidas (tenho 1,78m). já planjo colocar pedais avançados para melhorar a postura. ainda devo procurar melhorar o banco. tenho viajado semanalmente 250 km e o que primeiro me surpreendeu na intrudy foi a maciez/estabilidade que ela adquire com rotação acima de 6000/7000. em velocidade até 60km percebo uma vibração que desaparece ao passar dos 60KM (alguem também percebe isso?!. outra coisa é que já sou satisfeito com os 100k/h constantes que ela segura, chegando a 110km em descidas e segurando bem nas subidas.Uma pergunta: quantos km/l a trudy de vc faz. A minha está fazendo +-30 até 60 km/h e 27,5 na estrada.
Comprar a Intruder foi uma escolha, as custon são pra quem gosta de estilo.

Angela Corrêa disse...

Quanto vc qur no banco erê???
Obrigada

Caíme disse...

Bom dia, acabei de comprar um intruder zerinha (2010/2011) nem emplaquei! Aonde é mais barato adquirir aqui no Rio os acessórios como comando avançado, sissy bar e farol auxiliar.
Já sinto-me um INTRUDEIRO!!!

luizpdtfoz disse...

tenho uma 2010 e fui de foz do iguaçu a montes claros no norte de minas passando por bh rodei 5300kms em surpresas

SUZUKI CABO FRIO disse...

CONSULTORA DE VENDAS DA MOTOMAIS CABOFRIENSE CONCESSIONARIA AUTORIZADA SUZUKI,FAÇA SUA SIMULAÇÃO SEM COMPROMISSO.

ANELISE FERNANDA
EMAIL: anelise.suzuki@gmail.com
CEL: 22-99775441
ID: 125*13435

SUZUKI CABO FRIO disse...

CONSULTORA DE VENDAS DA MOTOMAIS CABOFRIENSE CONCESSIONARIA AUTORIZADA SUZUKI,FAÇA SUA SIMULAÇÃO SEM COMPROMISSO.

ANELISE FERNANDA
EMAIL: anelise.suzuki@gmail.com
CEL: 22-99775441
ID: 125*13435

luizpdtfoz disse...

fiz duas viagens com a minha 125 de FOZ DO IGUAÇU para BELO HORIZONTE sem contra tempo cheguei a rodar 1050km em um dia
VIAGEM FORMIDAVEL NEM PNEU FUROU

vitor disse...

comprei uma intruder 125 2oo4 ate o momento estou gostando,pois tinha uma titan 97,em materia de torque a outra era superior,mas em conforto esta para pilotar e demais,pretendo mais adiante passar para uma custon 150, pois para viajar ter um pouco de torque a mais e´ importante

Léia disse...

Evandro SC....
Tenho uma intruder desde 2009, esta com 9600 km, já fiz 3 viagens pro RS + de 1000 km cada,ela foi e votou sem problemas, média de consumo de 34 a 37 km/l. Desempenha bem e tem muito conforto, falta um pouco de motor nas ultrapassagens, mas ela é show, recomendo para quem pensa em uma moto leve e resistente.

Léia disse...

Evandro SC,

Dicas para encrementar um pouquinho sua intruder, suporte para placa lateral esquerdo fixado no parafuso do amortecedor e sinaleira trazeira do fusca " L " vermelha pqna sem luz de ré.Fica com mais cara de moto custon e tira a sinaleira quadrada original.Mantém a originaidade do estilo .

Anônimo disse...

Olá galera que pena descobrir este site só agora, em 2010 fui de Piracicaba SP à Sta Luzia BH.Curti demais a viagem porem se soubesse dessas dicas viajaria melhor, ainda assim consegui manter uma media de 100 a 110km/h e pegando vacuo e descidas quase 120km/h no geral pra uma 125 urbana fui e voltei muito bem só troquei oleo pois se não me engano deu 770km pra ir e 850km pra voltar "errei o caminho hehehe" curto a motinha até hj a tds feliz Intrudada.
Betão.

Anônimo disse...

Comprei a minha tem uns três meses e não me arrependi. Rodo cerca de 70 km por dia. Estou tentando convencer minha esposa a viajar comigo para o encontro de Penedo, mas vou colocar o banco Ere, +- 310 km ida e volta.

Andre Melo disse...

Boa tarde pessoal meu nome é André Melo, tenho uma intruder á um ano e estou precisando de um carburador pois a minha moto estar vazando pelo suspiro, quem tive vejo a possibilidade de compra,ou indicar um lugar pra comprar pela internet ou pessoalmente. sou de Salvador, o ano de moto é 2012, então o carburador deve ser 2012 á cima, boa tare a todos. desde já grato.

Sergio Neves disse...

Eu sou fâ da intruder 125,ja tive quatro e viajo muit a moto aguenta mesmo,e mês que vem vou para o pernambuco com ela...Abraços Segio

Lilica Ripilica disse...

Comprei a minha a alguns dias e ela faz 30 km/l uso na BR e na cidade.

Lilica Ripilica disse...

Comprei a minha a alguns dias e ela faz 30 km/l uso na BR e na cidade.

pedro zunga disse...

Galera pra mais conforto nas viagens pode se usar câmera de carro de mão sobre o assento .
Muito confortável apesar do risco de alguém pensar que tem hemorroidas etc..

Raphael de Morais disse...

Projeto 2017. Ir aos 2 extremos da região nordeste. RN ao MA. 5mil km ida e volta. Tour pelo Nordeste. . . De intruder. .. vai da certo :)

Aparecido Santos disse...

Boa noite Irmãos Intrudeiros...
Viajo sempre com a minha intruder 125... e detalhe, com a minha mulher na garupa.
Não fiz grandes mudanças na moto. Troquei a relação por relação reforçada e com retentor, substitui o peão original por peão com dezesseis dentes, coroa 43, (16x43). Ficou ótimo. na pista, a velocidade cruzeiro é 100/kmh, dependendo das condições climáticas mantém 115 a 8000 rpm, sem forçar. Na decida, atinge 135 sem atropelar o giro. Termina a subida em 90, se for muito longa 80 sem forçar. Troquei o guidão por um mais alto (cbII), ficou muito confortável. Vou alongar 10 cm a bengala, para erguer um pouco a frente. Não vou mexer em mais nada. Sempre viajei tranquilo. Uso ela todos os dias. Nunca me deixou na mão. Gosto muito dela e faço manutenção periódica, uso sómente pneus de boa qualidade por andar sempre em dois. Consumo médio de 31 km/l na pista. Na cidade, como disse sempre com minha mulher na garupa, 36,5 km/l.
Cara, só tenho a falar bem. Manutenção barata, peças fácil acesso. Troco óleo rigorosamente a cada 1000 km, documento sempre em dias.
Estou muito satisfeito, não tenho pretensão em trocá-la pelo menos por enquanto. Trocaria sim, se voltasse a fabricar a 250cc, ainda assim, provavelmente ficaria com a 125 pela agilidade dentro da cidade e baixo consumo. Detalhe que estava esquecendo, pelo menos na minha região, baixíssimo índice de roubo (quase zero).
É isso... Satisfeitíssimo...
Vos saúdo por 3x3... Abraços.

Aparecido Santos disse...

Boa noite Irmãos Intrudeiros...
Viajo sempre com a minha intruder 125... e detalhe, com a minha mulher na garupa.
Não fiz grandes mudanças na moto. Troquei a relação por relação reforçada e com retentor, substitui o peão original por peão com dezesseis dentes, coroa 43, (16x43). Ficou ótimo. na pista, a velocidade cruzeiro é 100/kmh, dependendo das condições climáticas mantém 115 a 8000 rpm, sem forçar. Na decida, atinge 135 sem atropelar o giro. Termina a subida em 90, se for muito longa 80 sem forçar. Troquei o guidão por um mais alto (cbII), ficou muito confortável. Vou alongar 10 cm a bengala, para erguer um pouco a frente. Não vou mexer em mais nada. Sempre viajei tranquilo. Uso ela todos os dias. Nunca me deixou na mão. Gosto muito dela e faço manutenção periódica, uso sómente pneus de boa qualidade por andar sempre em dois. Consumo médio de 31 km/l na pista. Na cidade, como disse sempre com minha mulher na garupa, 36,5 km/l.
Cara, só tenho a falar bem. Manutenção barata, peças fácil acesso. Troco óleo rigorosamente a cada 1000 km, documento sempre em dias.
Estou muito satisfeito, não tenho pretensão em trocá-la pelo menos por enquanto. Trocaria sim, se voltasse a fabricar a 250cc, ainda assim, provavelmente ficaria com a 125 pela agilidade dentro da cidade e baixo consumo. Detalhe que estava esquecendo, pelo menos na minha região, baixíssimo índice de roubo (quase zero).
É isso... Satisfeitíssimo...
Vos saúdo por 3x3... Abraços.

Anônimo disse...

boa tarde estou pensanndo em comprar a intruder 125 mas tenho 73 kg e minha mulher 78 sera que ela vai bem na estrada com os dois em cima da intruder