Diferenças entre fluidos de freio

Muito se ouve sobre os fluidos de freio, norma DOT, mas pouca gente sabe que além de ter um padrão determinado pela temperatura, o fluido de freio precisa ser trocado periodicamente.

A importância da troca do fluido de freio, deve-se ao fato do fluido de freio ser higroscópico, ou seja, possuir a característica de absorver a umidade existente no ar, ocasionando a diminuição do ponto de ebulição do fluido e portanto, ficando ainda mais sujeito ao fenômeno conhecido como tamponamento. O fluido de freio é um produto perecível e sua composição (estrutura) química é alterada com o passar do tempo devido ao excesso de calor e a mudança brusca de temperatura 

TAMPONAMENTO - Ocorre quando o calor gerado pelo atrito entre a pastilha e o disco do freio no momento da frenagem é transferido para o fluido, o qual sofre aquecimento até atingir o estado de ebulição e em função da alta temperatura do circuito surgem bolhas de ar no sistema de freio resultando em falha no sistema e a motocicleta não para.

DOT: Department of Transportation (Departamento de transportes – EUA). Grau determinado para o ponto de ebulição:

DOT 3 Acima de 205 ºC
DOT 4 Acima de 230 ºC
DOT 5 Acima de 260 ºC

Como é possível observar, o ponto de ebulição do fluido de freio DOT 3 é bem abaixo do ponto de ebulição do fluido de freio DOT 4, e chegamos a conclusão que quando recomendado pelo Manual do Proprietário o uso de fluido DOT 4, nunca devemos substituir por um DOT 3, o que ocasionará uma deficiência no sistema de freio, colocando em risco a vida do condutor e passageiro se for o caso.

IMPORTANTE

• Nunca reaproveite o fluido de freio;

• Nunca misture o fluido de freio com características diferentes – Ex: DOT, fabricante ;

• A entrada de contaminantes no reservatório do fluido prejudica a capacidade de frenagem;

• Peças pintadas, peças plásticas ou borrachas podem sofrer danos irreparáveis se houver o contato com o fluido

MANUTENÇÃO - Quando o fluido atingir o nível mínimo indicado em seu reservatório recomendo que seja feita as seguintes inspeções: espessura da pastilha, espessura do disco de freio, e possíveis vazamentos no circuito. (tubulação, cilindro mestre e pinça).

Nota: A empresa TRW recomenda a troca do fluido de freio a cada 12 meses, ou toda vez que for fazer algum tipo de reparo, ou o que ocorrer primeiro.

FUNCIONAMENTO

O Fluido de freio é responsável por empurrar os pistões da pinça que, por sua vez, empurram as pastilhas. Por estar condicionado ás condições severas de temperatura, não pode conter água na mistura, caso contrário, a mesma congelaria a baixas temperaturas e entraria em ebulição quando aquecesse. Apesar de ser esquecido por muita gente, o fluido é de estrema importância à segurança de todos nós. DOT significa Departement of Transportation ou Departamento de Transporte dos Estados Unidos. Este orgão criou critérios para classificar os fluidos de acordo com sua fórmula e desempenho.

Hoje, o DOT 3 é o mínimo exigido para uso, porém, a grande maioria já recomenda o DOT 4 ou DOT 5. Este último é feito à base de silicone, enquanto os demais são compostos por óleos minerais, ésteres e ésteres de glicol. Por serem de bases diferentes, não se recomenda misturar o DOT 5 com os demais e nunca se deve usar fluido que estejam em embalagens abertas há muito tempo, pois os que são feitos à base de glicol absorvem umidade. Quanto maior a numeração, maior a resistência ao aquecimento, nada tendo a ver com a potência dos freios.

Fonte: compilação de matéria no site motonline.com.br e revista Motociclismo