19 de dez de 2008

Armazenamento e ativação

Armazenamento e ativação
Muitos são os motivos que levam o usuário a deixar a motocicleta em inatividade por um longo período. Como por exemplo, ter mais de uma motocicleta, ser colecionador, falta de tempo para curtir a motocicleta, inverno e viagem de trabalho. Mas elas podem sofrer vários defeitos pelo simples fato de ficarem inativas por algum tempo. Para o armazenamento prolongado (acima dos 30 dias) são exigidas algumas medidas de proteção conforme o modelo, para que seja evitada a deterioração causada pelo combustível, óleo de motor, fluido de freio e líquido do radiador que são produtos perecíveis.

Reparador, é importante orientar seu cliente para que reserve um tempo para efetuar alguns trabalhos de preparação e a motocicleta e limpá-la totalmente antes de deixá-la guardada.

Cuidados no armazenamento
1. Retire todo o combustível do tanque.
2. Remova o tanque vazio, encha um copo de aproximadamente 200 ml. Com óleo de motor, coloque o óleo no tanque e agite-o para que espalhe completamente sobre a superfície interna, remova o óleo que sobrar e instale o tanque na motocicleta. (para reservatórios plásticos, com revestimentos anti-oxidantes ou de alumínio, esta operação não é necessária).
3. Drene o carburador e suas tubulações e pulverize-o internamente através do tubo de entrada de combustível, pode ser um óleo protetivo em forma de spray.
4. Troque o óleo do motor.
5. Remova a vela de ignição e adicione no interior do cilindro uma pequena quantidade de óleo de motor, cerca de 30 cm³ acione o pedal de partida ou motor de arranque durante alguns segundos para que o óleo seja espalhado internamente no motor e evite a oxidação interna em seguida, instale a vela (para motores multicilindricos esse procedimento deve ser adotado para todos os cilindros).
6. Remova a bateria começando pelo pólo negativo e em seguida pelo pólo positivo, armazene-a em local seco, ventilado longe do sol apoiada em uma superfície de madeira ou de borracha voltando a carregá-la em carga lenta a cada 30 dias ou segundo instruções do fabricante.
7. Lubrifique os cabos de comando e a corrente de transmissão.
8. Apoie a motocicleta em cavaletes de modo que ambas as rodas não toquem o solo e calibre os pneus com pressões recomendadas no manual do proprietário.
9. Proteja as peças cromadas com uma fina camada de óleo protetivo. Não aplicar óleo nas peças de borracha, plástico, disco de freio e banco.
10. Tampe a saída do escapamento e a entrada do filtro de ar a fim de não deixar entrar umidade.

Importante: motocicletas armazenadas sem o devido preparo podem sofrer panes nos componentes elétricos, mecânicos e hidráulicos o que certamente comprometerão a segurança do motociclista.

- o armazenamento deve ser feito em um local seguro, seco, longe do sol e animais onde não tenha grandes alterações de temperatura e não esteja exposta a maresia e a motocicleta pode ser coberta com uma capa adequada de tecido leve (não utilize plástico), evite acioná-la durante o período de desuso.

- para melhor esclarecimento e confiabilidade na execução dos serviços sugira a seu cliente que a tabela de manutenções periódicas do manual do proprietário ou de serviços do modelo seja seguida tanto no preparo do armazenamento como na ativação da motocicleta após o período de inatividade. Alerte sobre a importância que o serviço seja executado por um mecânico habilitado e com as ferramentas adequadas.

Ativação após o período de armazenamento
A ativação é quase uma operação inversa que exige alguns cuidados especiais obtidos nos manuais de cada modelo, cabendo ao mecânico o bom senso que deve julgar com base nas informações técnicas do fabricante se o tempo de inatividade da motocicleta determinará a necessidade da substituição dos fluídos de freio, radiador, suspensão dianteira ou em alguns casos o fluído da suspensão traseira e demais peças com vida útil determinada.

Cuidados para a ativação
1. Lave o reservatório de combustível com um pouco de gasolina para dissolver o óleo e efetuar sua instalação (somente para tanques que receberam óleo e cuidado com as partes pintadas à gasolina remove a tinta).
2. Abasteça o tanque.
3. Deixe uma pequena quantidade de combustível sair pelo dreno do carburador para remover o óleo protetivo.
4. Se necessário troque o óleo do motor e demais fluidos.
5. Instale a bateria começando pelo pólo positivo e em seguida o pólo negativo.
6. Remova os tampões da caixa do filtro de ar e escapamento.
7. Remova a vela de ignição e acione a partida para expelir algum óleo que tenha ficado na câmara de combustão e instale a vela de ignição certificando-se esteja sem óleo.
8. Verifique a pressão dos pneus e, se necessário, ajuste-a de acordo com o manual.
9. Limpe a motocicleta (para) as motocicletas com o escapamento cromado nunca ligue o motor sem efetuar a limpeza total das partes cromadas como a curva e a ponteira do escape, pois a camada de óleo mudará a cor do cromo nos pontos mais quentes do escapamento criando um aspecto amarelado.
10. Dê a partida e verifique se está tudo certo e pé na estrada.

Matéria da edição Nº192 - Fevereiro de 2007 - jornal Oficina Brasil
Texto: Paulo José de Sousa

1 comentários:

L. Silva disse...

Achei interessante o assunto, penso que o mesmo é causa de muitos problemas por falta de uso da moto e também de informação.
Recomendo que divulguem o texto inclusive nas concessionárias de todas as marcas.
O assunto é de utilidade publica.
L. Silva