14 de ago de 2008

Dicas Básicas de Segurança

SEGURANÇA ATIVA e SEGURANÇA PASSIVA:
O motociclista deve ter em mente dois tipos de segurança: ativa e passiva.

A mais importante das duas é a ativa, porém a passiva é um complemento da outra.

O que é isso? Você usa capacete, luvas, botas, óculos, roupas de couro e etc... Isso é a segurança passiva. Logo a segurança passiva é tudo aquilo que você usa naturalmente com a intenção de proteger-se de uma queda ou acidente, sem que haja a preocupação de "aprender" alguma técnica ou manha. A segurança passiva é normalmente parcialmente obrigatória por lei, e ponto de orgulho para o motociclista experiente. São os equipamentos utilizados.

Você sabe usar bem os freios, derrapar controladamente, dominar sua máquina, respeitar seus próprios limites de velocidade e experiência, respeita a motocicleta e suas limitações,... enfim, respeita o trânsito, sabe como agir em determinadas situações... isso é a segurança ativa.

A segurança ativa é o que salva sua vida no trânsito selvagem de hoje, ou nas estradas. Não adianta usar capacete, se você colocar sua cabeça na frente das rodas de um caminhão. Mas o capacete tira você de situações bobas de distração. Ele ajuda a proteger sua cabeça, mas quem a protege é a sua capacidade de não se colocar em situações de risco. O "quente" é não cair.

NO TRÂNSITO:
Somos os senhores do trânsito, as máquinas mais velozes e poderosas na selva de pedra.

Tola ilusão! Estupidez pura! Somos as menores máquinas que rodam no asfalto. Nada no transito é menor do que nós. E mesmo sendo mais velozes em muitas ocasiões,... a velocidade não significa muito quando não temos espaço para empregá-la. O bom motociclista NUNCA deve se esquecer disso.

Cair no meio da pista pode significar ser esmagado por um MONTE de carros e máquinas muito maiores.

Lembrar SEMPRE que somos pequenos, já mostra que você esta aprendendo o que é segurança ATIVA. Já demonstra que você esta adquirindo experiência e maturidade. No trânsito urbano, todo o cuidado é pouco. Armadilhas se espalham por todos os lados. Pessoas,... na maioria motoristas desavisados, causam muita dor de cabeça ao motociclista.

Lembre-se: perto dos outros veículos, somos ratinhos perto de tigres. Apenas uma mordida e "babau"...

OS CORREDORES
No transito urbano, é comum pequenos engarrafamentos causados por sinais de transito (semáforos). Principalmente nas grandes cidades. Neste momento se formam corredores irresistíveis para o motociclista. Por que ficar preso no engarrafamento quando podemos ir pelo meio, naqueles imensos corredores formados?! Todos que andam no transito de moto acabam enfiando suas motos entre os carros cedo ou tarde. Então convém obedecer a algumas regras básicas ajuda a diminuir os riscos.

Não passe em alta velocidade entre os carros. Numa eventualidade você pode precisar frear,... e frear acima dos 30Kms/h entre os carros pode ser muito difícil. Você vai precisar de espaço para deslizar a roda traseira e controlar a moto. A velocidade ideal, é pouco acima da velocidade dos carros. Se eles estiverem parados o perigo é dobrado, pois comumente os motoristas estão "desligados", ouvindo rádio, fumando,... e podem abrir a porta do carro, colocar o braço para fora, uma criança pode colocar a cabeça para fora ou fazer qualquer coisinha boba que pode te dar muita dor de cabeça.

Cuidado ao passar ao lado de ônibus parados. Algum espertinho pode passar pela frente dele tentando atravessar a rua e dar de cara com você.

Se você se desequilibrar entre um carro e um ônibus, opte sempre por encostar no ônibus. Ele tem a superfície mais lisa e poucos pontos para agarrar sua moto. Você tem muito mais chances de voltar a controlar sua moto e é sempre mais fácil rolar" por baixo de um ônibus do que de um carro.

Observe os retrovisores. Nada mais desagradável do que destruir o retrovisor de alguém. Mais cedo ou mais tarde você pode encontrar esse cara pela frente, e acredite, levar um "encostão" de um carro é muito chato e "doloroso".

Alem disso, o cara vai ficar com ódio de motocicleta,... por sua causa. EVITE. Se encostar,... pare e arrume o retrovisor do carro. Se quebrar,... seja honesto,... pague!!!

Não tire "onda" com a cara dos motoristas presos no engarrafamento. Eles com certeza já estão muito revoltados por estarem presos no trânsito.

Não pare para discutir. Acredite,... não vale a pena.

VELOCIDADE NO TRÂNSITO URBANO
Use sempre uma velocidade acima da dos carros. Desta forma você sempre os terá em vista. E a frente deles. A velocidade no trânsito depende muito da capacidade de frenagem da sua moto, e da sua habilidade, que você como bom motociclista, deve conhecer e reconhecer sempre. Segurança ativa.

PARADA EM SINAIS DE TRÂNSITO (SEMÁFOROS)
Canso de ver uns estúpidos parando em cima da faixa de pedestres. Isso é ridículo. Você se arrisca a ganhar uma multa, e não ganha mais tempo com isso. O certo é parar longe do sinal ( semáforo). Para evitar uma situação desagradável de ter a moto morrendo lá na frente de todo mundo, e "neguinho" ficar querendo passar por cima de você.

Mais certo ainda é parar sempre dos lados da calçada, protegido por um automóvel. Vamos usá-los sempre como escudo ( armadura ) ,... ao menos servem para isso.

Á noite, é recomendável não parar "em cima" do sinal. Os assaltos às motos acontecem nestes pontos. Parando longe, ou vir reduzindo a velocidade lentamente sem parar, ajuda a prevenir situações desagradáveis.

Agora, se a rua tiver pouco movimento,. que me perdoem as autoridades de transito, é melhor avançar o sinal do que ficar parado.

OBS- Fique ligado ao retrovisor. Caso veja uma moto com dois ocupantes se aproximando, deixe a moto engrenada e prepare-se para acelerar. Usa-se muito o truque de um dos ocupantes da outra moto pular na sua garupa e anunciar assalto. O "seguro" quase sempre morre de velho.

CAPACETE
O capacete é um item de segurança passiva. Mas saber comprá-lo e mantê-lo é segurança Ativa.

Ele deve se ajustar perfeitamente em sua cabeça, nem apertado nem folgado. Sua cinta jugular deve ser sempre colocada, ou em caso de acidente, ele sairá da sua cabeça e não vai adiantar nada.

O Capacete tem vida útil, que varia de acordo com o material que ele foi feito. Ao contrário do que se imagina, o capacete é um item feito para se quebrar em acidentes, absorvendo assim o impacto da pancada. Melhor quebrar ele do que sua cabeça. Por isso ele tem vida útil. Com o passar do tempo, o material do casco endurece e perde a capacidade de absorção de impacto. Troco meus capacetes com no máximo 2 anos, ou sempre que ele sofre um "choque" qualquer. (uma queda pode provocar rachaduras internas no casco , que comprometem sua resistência).

Uma outra dica, que parece até estranha,... o capacete deve estar sempre encerado e limpo. Em caso de tombo, um capacete encerado desliza facilmente no asfalto, aliviando o atrito.

LUVAS
Pilotar sempre de luvas, além de ser bonito, livra as suas mãos de danos quase irreparáveis em caso de acidente. Imagina sua mão toda "ralada", quase no osso. Não é melhor rasgar uma luva?

TOMBOS
Costumo dizer que só não cai,... aquele que não se levanta. Estamos nos equilibrando em duas rodas, fazendo curvas, andando nas laterais dos pneus e tal... Cair é uma conseqüência desagradável porém lógica.

Aprender truques em uma queda, pode salvar sua vida.

Sempre visualize mentalmente um acidente. O que você faria em determinada situação.

Isso chama "reflexo condicionado". Você condiciona seu sub consciente a fazer determinadas coisas em situações limite, apenas idealizando. Isso significa que você quer cair?! Não,... apenas se prepara mentalmente para o dia que isso aconteça.

Caiu na rua, em pleno trãnsito urbano. Corra, se arraste para as laterais da pista (observando o trânsito é claro). O tombo normalmente não mata, mas o carro que vem atrás sim. Corra para o meio fio.

Procure sempre deslizar no asfalto. "Ralar" é melhor que se quebrar. Além disso, quando você rola, se desorienta,... e desorientação é tudo de que você menos precisa no momento de uma queda.

Outro bom motivo para evitar rolar, é por que o peso do capacete somado ao peso da sua cabeça e o atrito com o chão podem QUEBRAR seu pescoço. Acredite,... deslizar é sempre melhor. A posição mais correta, é de braços ligeiramente abertos, com a cabeça também ligeiramente afastada do chão.

Largue a moto em caso de deslize. Ela por ser muito mais pesada do que você, te arrastará por muitos metros. Enquanto que você, deslizará muito menos sozinho.

Evite batidas frontais. Deslizar a moto controladamente é sempre melhor. Viu que não vai dar para frear ou desviar, melhor apertar o freio traseiro, deitar a moto e deixar deslizar.

ATENÇÃO
O que vou dizer agora, não reflete uma opinião minha apenas, mas de todos os motociclistas mais velhos e conscientes. Não sou um motociclista apaixonado por determinado segmento do motociclismo. Sou apaixonado pela arte de andar de moto. Se você possui uma moto CUSTOm, saiba que a sua opção é a mais perigosa que existe.

Uma moto custon possui características próprias que as proíbem de pilotagens semi esportivas ou esportivas. Andar de custon, é andar sempre devagar e com muito cuidado. Se você bater de frente com uma custom (em qualquer velocidade), vai carregar o guidon com sua barriga.

Se você ver um buraco muito "em cima",... desviar pode significar o "descolamento" do pneu traseiro do chão, e conseqüentemente um tombo. Se tentar tirar o corpo da moto para reduzir o impacto, vai descobrir que as pedaleiras adiantadas das custon não te permitem este tipo de manobra.

Como a traseira das custon é normalmente mais baixa que a dianteira, qualquer buraco vai dar um "baque" feroz na roda traseira.

Curvas de media velocidade podem assustar, pois eventualmente as pedaleiras raspam no chão. Um susto pode significar uma queda.

Tentar aplicar a regra de frenagem de 70% pressão na dianteira e 30% na traseira, não se aplica perfeitamente nas custon. O que faz a moto parar é o freio dianteiro, por causa da transferência de "peso" da traseira para a dianteira quando no ato da frenagem. Essa transferência não é muito aplicada numa custon, logo a roda dianteira tende a travar. Mas o charme de uma Custom é algo inegável. Apenas lembre,... se sua moto for Custon, foi feita para um longo passeio tranqüilo.

PILOTAGEM NA CHUVA
Pilotar na chuva não tem nada de especial. Desde que você lembre que o chão esta molhado!!!!!! E escorrega!!!!

Quando começa a chover, cria-se no asfalto uma fina camada de sujeira que é lavada em alguns minutos. É conveniente esperar o asfalto se "lavar" bem antes de continuar acelerando. Ande sempre nos "rastros" dos pneus dos automóveis. Por ali está sempre mais sempre mais seco.

Evite passar sob a tinta das faixas pintadas no asfalto. Escorregam horrores quando molhadas.

Existe um fenômeno natural chamado aquaplanagem. Significa que em velocidade mais elevadas seus pneus perdem o contato com o asfalto, e passam a tocar apenas a água. É como se sua moto estivesse deslizando sobre uma fina camada de água. Imagine tentar frear ou mudar de direção bruscamente nesta situação.

Nunca ande nos cantos da pista. Nunca se sabe quando tem um bueiro aberto esperando justamente sua "passagem". Aliás, é conveniente evitar poças de água. O que será que tem embaixo? Vai querer descobrir com as rodas sua moto?!

Alguns freios costumam mudar de "comportamento" quando molhados. Lembre SEMPRE disso.

A aderência dos pneus da sua moto no asfalto diminuem com a chuva,... logo então você precisara de mais espaço para frear. Lembre SEMPRE disso.

LEMBRE SEMPRE
Pneus novos devem ser "amaciados" antes de você abrir o gás. É que eles vem com uma cerinha especial para ficarem brilhando, e escorregam muito. Ande normalmente antes de fazer curvas RADICAIS. Deixe ele perder o brilho.

Não ande próximo aos caminhões. Suas rodas costumam mandar pedras para cima. Na sua cara.

Evite tentar desviar de buracos em cima da hora. O melhor é tentar aliviar o peso, levantando do banco. (menos nas motos custon). Dar uma "beliscada" no freio dianteiro e acelerar, ajuda a tirar o peso da roda dianteira.

Sua moto não é sua inimiga. É sua amante e amiga. Trate-a como tal.

Quando estiver viajando, tenha sempre na cabeça de que a pilotagem no centro urbano é diferente da estrada. Não ande na estrada com se estivesse na cidade nem vice versa.

SEGURANÇA NA ESTRADA
Ir para a estrada é um prazer inigualável. Parece que as motos foram feitas apenas para isso.

Novamente existem regras básicas que ajudam você a ir e voltar em segurança.

Mesmo não conhecendo nada de mecânica, convém levar as ferramentas básicas da sua moto sempre, além de velas, câmaras de ar e cabo de acelerador. Mesmo não sabendo trocar, é sempre mais fácil encontrar alguém que saiba, tendo o material em mãos.

Faça o seu roteiro, observando as paradas, as cidades, os abastecimentos... Viajar meio "easy rider" é do tempo que a gasolina era barata. O ideal é marcar as paradas para pernoite no mapa, seguindo a sua capacidade e a da moto.

Evite pilotar mais de 100 km direto. Cansa muito e logo você estará o "bagaço". O ideal é fazer paradas de 100 em 100 para descansar uns dez minutos (caminhar, esticar as pernas, ir ao banheiro e tal). De 200 em 200, um abastecimento (dependendo da autonomia da sua moto). Em cada parada de abastecimento você descansa um pouco mais. 20 a 30 minutos. Seguindo estas dicas você chega inteiro aos 1000 km diários.

Evite almoçar. Geralmente os almoços tiram muito tempo da sua viagem, além de que quando você esta de barriga cheia, fica com sono e perde os reflexos. O ideal é fazer um lanche leve no horário do almoço, com frutas de rápida assimilação pelo organismo, líquidos e energéticos (chocolates e tal...) . Deixe para COMER de verdade quando você parar para pernoite.

Não beba nada alcoólico. Tem uns babacas que dizem que pilotam melhor sob o efeito do álcool. São uns estúpidos viciados. ÁLCOOL e MOTO NÃO COMBINAM NUNCA !!!!!

Evite pilotar após as 18:00 horas. Além de você perder a visão das paisagens da estrada, é o horário que te cansa mais rápido. Neste horário é bom parar para jantar, dormir, tomar uma "cerveja" e descansar... ( não vai mais pilotar,... pode beber moderadamente).

Rode dentro da velocidade estipulada pelas leis de trânsito. Piadinha!!! Aliás as leis de trânsito, em se tratando de motocicleta, são uma grande piada de mau gosto. Pilote em velocidade que você se sinta seguro, sempre deixando margem de potência para uma acelerada emergencial. É claro que você vai respeitar os limites de zonas urbanas é uma questão de bom senso.

Reduza a velocidade próximo a postos de combustível. Além da possibilidade de ter um carro com motorista distraído saindo do posto, sempre pode ter pela pista um pouco de óleo diesel espalhado (oriundo dos drenos dos caminhões).

Em regiões serranas, é comum terminar uma curva e encontrar uma arvore caída na pista ou queda de barranco. Todo cuidado é pouco. Mais um bom motivo para você não pilotar a noite.

Não tento explicar às pessoas porque ando de moto. Para os que compreendem, nenhuma explicação é necessária! Para os que não compreendem, nenhuma explicação e possível"