Plantão | Publicada em 22/08/2008 às 18h10m

O Globo Online

BRASÍLIA - A resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que mudou regras para concessão de carteiras de motoristas alterou procedimentos para os interessados em ter habilitação para motocicletas. A partir de 1º de janeiro, as aulas práticas de moto deverão ser parcialmente em via pública e não apenas em circuitos fechados. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), também será facultado aos departamentos estaduais de trânsito realizar os exames nas ruas.

O Contran criou ainda um curso de transporte de carga indivisível. Com total de 50 horas de aula, o treinamento pretende reduzir o número de acidentes com, por exemplo, pedaços de rocha, que causam grandes estragos. Os motoristas desse tipo de carga poderão fazer o curso a partir do ano que vem.

Além dessas mudanças, houve o aumento da carga horária do curso teórico de 30 para 40 horas/aulas, com a inclusão de aulas sobre conseqüências da ingestão de bebidas alcoólicas e substâncias psicoativas e sobre cuidados especiais com motociclistas. Já a aula prática será ampliada do mínimo de 15 para 20 horas/aula.

O Contran justificou a necessidade da resolução devido à "crescente incidência de acidentes de trânsito envolvendo veículos de duas rodas" e às necessidades "de reforçar e incluir conteúdos específicos à formação de condutores motociclistas" e de "revisar os conteúdos e a carga horária do curso de formação teórico-técnico dos candidatos".